Comprar, vender, aluguel Casas e apartamentos em Florianópolis, Grande Florianópolis, São José

  • +55 (48) 3330 1600 / +55 (48) 9172 9993

06/05/2011 | Autorização de venda de imovel com exclusividade, Por que não?

Há um equívoco entre ambas as partes (corretores e proprietários dos imóveis) no momento em que, os dois interessados, finalizam uma autorização para venda de um imóvel. De um lado temos o possuidor do imóvel que, na busca de uma "rapidez" na concretização de seu negócio, distribui autorizações, sem exclusividade, para diversos corretores e imobiliárias. Acreditam que, com tal atitude, conseguirão seu objetivo em curto prazo. Pensam que com muitos corretores trabalhando seu imóvel terão uma quantidade maior de pretendentes para compra. Na prática até parece ser correto, mas esquecem que também já foram compradores e, nessa condição, provavelmente viram muitas opções até a decisão final da compra. Para chegar a tal ponto, devem ter contactado muitos corretores e/ou imobiliárias. Ora, o corretor vive do fruto de suas vendas. Se ele tem um produto que está "espalhado" com muitos colegas concorrentes, a primeira coisa que ele fará para ganhar a "concorrência" é mexer no preço. Então percebemos que, ao abrir o jornal e/ou internet, o mesmo imóvel é anunciado várias vezes por corretores e/ou imobiliárias diferentes. Isso sem contar que, por falta de capacitação de certos corretores, as informações diferem (medidas, posicionamento do imóvel, etc...). Esse fato causa, para o provável comprador, uma péssima impressão... Ao apresentar uma intenção de compra, já vai para a negociação com a "faca e o queijo a mão". - "Vou pechinchar!", Pensam. Isto somado ao medo do corretor de perder o negócio, que sugere: - "Aceita proposta" ou "faça uma proposta", já  induzindo-o a pechinchar.  Desvalorizando o patrimônio. Esse é um aspecto. Por outro lado, o corretor, querendo divulgar o imóvel que está "espalhado", fica impossibilitado de fornecer mais detalhes  para um pretendente (principalmente de localização). Tal atitude acarretaria um risco de outros corretores descobrirem o endereço ou, até mesmo, compradores, mal intencionados, fazerem o negócio diretamente. Pode parecer, a primeira vista, favorável ao proprietário, porém tal procedimento causa transtornos. Muitas vezes clientes vendedores perdem tempo e paciência com corretores que levam pretendentes compradores sem interesse no local, no prédio, clientes que não têm o perfil do imóvel ou que  viram o mesmo  com outro profissional, causando mal estar entre ambas as partes interessadas. Visitas totalmente contraproducentes. Autor: Augusto Cesar.Revisão e edição: David Assis.
0