Comprar, vender, aluguel Casas e apartamentos em Florianópolis, Grande Florianópolis, São José

  • +55 (48) 3330 1600 / +55 (48) 9172 9993

14/10/2010 | Internet ajuda a fechar 30% das compras de imóveis

Há três anos, a participação da internet não chegava a 10% dos contratos ASSINADOS. Para este ano, esse volume pode ultrapassar os 35%. A legislação brasileira não permite que a compra de um imóvel seja realizada totalmente pela internet. No entanto, quase todo o processo pode ser feito de forma virtual, desde o conhecimento do projeto, até o envio de documentação.Quem não tem tempo de ir aos plantões de vendas, escolhe a opção de pesquisar via internet, onde não só se vê fotos mas, informações, valores e forma de pagamento pelo atendimento on-line. O casal Alexandre Regi Lozei Moreira, 25 anos e Thais Caes Molina, 21 anos, também preferiu encontrar pela internet a compra de um imóvel. "Economizamos tempo e gasolina. Em um mês fechamos o negócio", afirma. Pensando em atingir o maior número de possível potenciais compradores, construtoras e empresas investem cada vez mais na internet. No site da Living, braço de Imóveis da Cyrela, o mês de outubro de 2009 registrou a marca de 75 mil visitas, das quais foram 10 mil contatos por meio de bate-papo com corretores. "Em um plantão não é possível atender tantas pessoas assim. Por isso queremos inovar cada vez mais nessa área e o próximo passo é permitir acesso ao conteúdo via celular ", explica Gilson Hochman, diretor de vendas da Cyrela. O site de consultoria de imóveis registra cerca de 1,2 milhão de visitas por mês e até 4% se convertem em atendimento on-line. "A internet corresponde de 35% a 40% de nossas vendas. Conseguimos desde atingir o público de produtos econômicos até os de alto padrão". Diz Adriana Sanches, gerente de marketing da empresa.Para Marcelo Bigucci, a internet também é um modo barato de divulgar os produtos e contatar os clientes. Ele acredita que o site alcança um volume maior de possíveis compradores do que materiais de divulgação e propagandas. "Hoje, todo mundo tem acesso à internet". A empresa tem 15% de suas vendas realizadas por meio virtual. O vice-presidente de Mercado Imobiliário do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP), Odair Senra, afirma que o trabalho virtual também melhora o relacionamento entre corretores e consumidores. "Por muito tempo, uma visão que se tinha era de que os corretores eram uns chatos, que ficavam ligando atrás de clientes desinteressados. Mas com a internet, quem procura é o cliente e não o profissional de vendas". Fonte: Último Segundo.
0