Comprar, vender, aluguel Casas e apartamentos em Florianópolis, Grande Florianópolis, São José

25/08/2017 | No 2º semestre, mercado imobiliário tem menos descontos e retorno dos investidores.

Foi divulgado o Raio-X FipeZAP do 2º trimestre  de 2017 e os números mostram novos dados sobre as condições e expectativas do mercado imobiliário. De acordo com o relatório é possível ver que a participação dos investidores no total de compradores tem uma ligeira recuperação.  É possível notar um aumento de 38% de março para 40% em junho de 2017. Destaca-se entre a modalidade de investimentos, o aumento daqueles interessados em adquirir o imóvel para alugá-lo.

Os novos dados evidenciam também uma queda da participação das transações com desconto no total de transações: recuo de 75,5%, em junho de 2016, para 72,0% em junho de 2017. De forma similar, o percentual médio de desconto declinou de 9,4% para 8,0% no mesmo período.

Cabe acrescentar que nos últimos cinco meses o Índice FipeZAP registrou queda nominal. Ou seja: a diminuição dos descontos se deu num ambiente de aceleração da redução dos preços anunciados.

Além disso, o percentual de compradores em potencial (isto é, com pretensão de adquirir imóveis nos próximos 3 meses) que classificavam os preços atuais como “altos” ou “muito altos” manteve-se estável (em torno de 64%) nas últimas duas pesquisas. Já entre aqueles que adquiriram imóveis recentemente, essa proporção declinou ligeiramente, de 47% para 46% dos respondentes.

Finalmente, com relação às expectativas sobre a evolução do preço dos imóveis, a participação dos entrevistados que esperam queda nos preços nos próximos 12 aumentou ligeiramente, de 28% para 29% no último trimestre. Já a proporção de respondentes que esperam aumento nos preços oscilou de 17% para 14% no mesmo horizonte temporal. Com isso, considerando-se o total dos respondentes, a variação média de preço esperada para os próximos 12 meses passou de queda de 3,5% para uma queda de 4,4%.

0