Comprar, vender, aluguel Casas e apartamentos em Florianópolis, Grande Florianópolis, São José

14/08/2017 | Bancos diminuem taxas do financiamento de imobiliário no país

Depois que o Banco Central decidiu reduzir a Selic para 9,25%, as principais instituições financeiras baixaram os juros para o crédito imobiliário. As taxas do Sistema de Financiamento de Habitação (SFH), que é o mais utilizado, variam entre 9,33% e 11,40% ao ano. Um analista do setor espera que o índice caia ainda mais até dezembro e chegue a um patamar médio de 8% ao ano. O último banco a anunciar a redução foi o Itaú, que baixou de 10,5% para 10,1% ao ano. O Santander também diminuiu para 9,49% ao ano, assim como o Banco do Brasil, para 9,74%, e o Bradesco, 11,40%. Todos os índices são do SFH e são somados à taxa referencial (TR). Na média do mercado, os menores juros são da Caixa Econômica Federal, de 9,33% ao ano.

O presidente da Federação Nacional dos Corretores de Imóveis, Joaquim Ribeiro disse que o momento é animador para o mercado, porque as reduções consecutivas da Selic permitem que os bancos baixem as taxas para o crédito imobiliário. “A diminuição ocorreu rápido neste ano. Caiu quatro pontos percentuais, que é uma diferença muito significativa. A tendência é só de queda. Acredito que, até o fim do ano, as financeiras devem cobrar juros no patamar de 8% ao ano”, declarou.

A liberação do saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) também cooperou com o setor. Além disso, os bancos têm mais garantia de que poderão tomar o bem do comprador se ele não conseguir pagar todas as parcelas do financiamento. “Vários fatores contribuíram para a melhora das taxas em 2017. Isso é ótimo para o mercado imobiliário. Eu acredito que neste ano o setor deve crescer entre 13% e 14% com a demanda”, afirmou.

0