Comprar, vender, aluguel Casas e apartamentos em Florianópolis, Grande Florianópolis, São José

  • +55 (48) 3330 1600 / +55 (48) 9172 9993

05/09/2015 | Florianópolis tem o 2º metro quadrado de luxo mais caro da Região Sul

Santa Catarina vem se consolidando no mercado nacional como um dos destinos turísticos mais visitados do país, o que atrai cada vez mais viajantes que se encantam com os atrativos da região e decidem fixar residência aqui. Essa tendência vem movimentando o mercado imobiliário de luxo, que atrai clientes do Brasil todo atrás de imóveis de alto padrão, com vista para o mar e oferta de grandes áreas de lazer. Dentre as 5 cidades com o metro quadrado de luxo mais caro da Região Sul, 3 são de Santa Catarina, segundo os dados do Panorama Sul do Brasil, um estudo da consultoria curitibana Brain Bureau de Inteligência Corporativa.Balneário Camboriú

No topo da lista, uma das cidades mais badaladas do verão catarinense, Balneário Camboriú, com o metro quadrado de R$ 10.865, 30% superior ao valor médio de Florianópolis, capital de Santa Catarina, que ficou em segundo lugar com R$ 10.651 o m². Em quarto lugar, atrás de Porto Alegre, vem Itajaí, com suas praias e vida noturna agitada que atrai moradores que desembolsam até R$ 9.185 por metro quadrado. Fechando o pódio está Curitiba, em 5º lugar, com R$ 8.694 o m².

Florianópolis

Pelo estudo, são considerados empreendimentos de luxo imóveis com preço entre R$ 1 milhão e R$ 2 milhões. Acima desse patamar de preço, os imóveis se enquadram na categoria superluxo. Neste caso, nem todas as cidades possuem oferta de empreendimentos com esse perfil.

Números

Conforme dados da Pesquisa Panorama Sul do Brasil, em março de 2015 a cidade tinha um total de 126 empreendimentos, 5.603 unidades de oferta inicial e 1.385 unidades de oferta atual, sendo que a disponibilidade era de 25% sobre a oferta inicial.

O padrão com maior participação é o Luxo, com 43% de oferta inicial e 49% de oferta atual, e, em seguida, o padrão Super Luxo, com 32% de oferta inicial e 49% de oferta atual. As maiores disponibilidades na cidade são os padrões Econômico (50%) e Standard (31%).

Pesquisa

Cerca de 80% dos dados desta pesquisa foram coletados em fontes primárias, ou seja, incorporadores e imobiliárias.  Ao todo, 32 cidades da região sul foram analisadas. A BRAIN dispõe de uma equipe permanente de rastreamento de mercado, que realiza visitas in loco nas cidades avaliadas, levantando as informações mediante pesquisa. A partir de agora, a empresa fará estudos trimestrais sobre o panorama imobiliário do sul do Brasil.

0