Comprar, vender, aluguel Casas e apartamentos em Florianópolis, Grande Florianópolis, São José

03/07/2015 | Preço dos imóveis tem queda real no primeiro semestre do ano.

São Paulo - O preço médio do metro quadrado dos imóveis no país registrou queda real de 4,45% nos seis primeiros meses do ano, segundo o Índice FipeZap.
 
A queda real acontece quando a alta no preço médio de um determinado bem é inferior à alta generalizada de preços, medida por índices inflacionários, como o IPCA.
 
De janeiro a junho, os preços tiveram alta de 1,38%, variação inferior à inflação estimada pelo IBGE para o período, de 6,10%.
 
O índice mostra também que nos últimos 12 meses encerrados em junho os preços subiram 4,52%, abaixo do IPCA esperado para o período, de 8,82%. É o sexto mês consecutivo no qual há queda real de preços em 12 meses. 
 
Pela oitava vez seguida, o índice também apresenta queda real na variação de preços mensal. Enquanto o metro quadrado subiu 0,13% em junho, a expectativa é de alta de 0,72% do IPCA para o mês.
 
No acumulado de 2015, 19 cidades do índice registraram variações menores do que a inflação, com exceção de Florianópolis, onde os preços subiram 6,66%. Niterói, Brasília e Curitiba tiveram queda nos preços nos primeiros seis meses do ano.
 
O Rio de Janeiro continua registrando o metro quadrado mais caro entre as 20 cidades pesquisadas pelo FipeZap, de 10.643 reais, seguida por São Paulo, onde o metro quadrado custa, em média, 8.593 reais. Já o preço médio do metro quadrado mais barato é registrado em Contagem (3.550 reais) e Goiânia (4.162 reais).
 
Veja, na tabela a seguir, a variação dos preços dos imóveis à venda nas 20 cidades acompanhadas pelo FipeZap. A lista foi ordenada de acordo com a variação em junho.E agora veja o preço médio do metro quadrado anunciado em cada cidade em junho de 2015:Marília Almeida, de EXAME.com
0