Comprar, vender, aluguel Casas e apartamentos em Florianópolis, Grande Florianópolis, São José

  • +55 (48) 3330 1600 / +55 (48) 9172 9993

13/06/2012 | Mercado Imobiliário cria mais opções para a compra do primeiro imóvel

Com a redução nas taxas de juros e mais facilidades de conseguir o crédito imobiliário, consumidores estão à procura de novas oportunidades para realizar o sonho da casa própria, e também em busca de investimentos. A oferta de imóveis na região de Florianópolis é grande, com projetos que vão do alto padrão ao mais popular. Na cidade de Biguaçu, bairro Saudades, um empreendimento está com 380 novas residências para serem negociados.Em 2011 quem procurou sair do aluguel e assumir um financiamento encontrou cerca de 50 mil imóveis em Santa Catarina. O técnico em informática Charles Francis Machado, 23 anos, adquiriu seu primeiro imóvel no ano passado. No valor de R$100 mil, a casa que ele comprou fica na cidade de Palhoça e foi financiada pelo Minha Casa, Minha Vida. Ele comenta como o programa ajudou a adquirir o imóvel e os benefícios de ter optado pelo financiamento. "Além de um valor atrativo, consegui um abono de R$ 16 mil. Um diferencial que me levou a comprar a minha casa” disse.

Cautela na hora de financiar o imóvel

Os consumidores devem ter cautela na hora de buscar crédito para a compra da casa própria. O Advogado Luciano Duarte Peres, Presidente do Instituto Brasileiro Defesa Consumidor Bancário (IBDConB) destacou que o consumidor precisa procurar uma taxa de juro onde ele consiga uma estabilidade financeira.

"Na hora de financiar o imóvel é importante se prevenir das oscilações do mercado. Se ele consegue uma taxa de juro um pouco maior, a prestação tende a apresentar queda no futuro, mesmo que as taxas subam" explica Peres.

Outra dica é que os consumidores devem procurar o site do Banco Central (BC), www.bc.gov.br para saber se os valores do juros bancários são aqueles que estão sendo oferecidos pelos bancos e as construtoras.

O consumidor deve ficar atendo também na hora que vai requerer o financiamento. A lei 10.820/2003 e o Decreto n.6.386/2008 (Margem Consignado) determinam que a soma das prestações destinadas ao empréstimo não devem ultrapassar 30% da sua renda. Os bancos não podem financiar neste caso. Se ficar comprovado que o consumidor não terá dinheiro para bancar as suas contas, comprometendo o salário, e as suas contas básicas de alimentação, transporte e vestuário.

Financiamento

Em 2011 a Caixa Econômica Federal teve em torno de R$1 bilhão em contratos para o crédito imobiliário na grande Florianópolis, e a expectativa para 2012 é que esse valor aumente passando dos R$ 1,2 bilhão. Entre os meses de janeiro e abril, o banco emprestou cerca de R$ 412 milhões aos consumidores, segundo informações do Gerente Regional de Financiamento da Caixa Econômica Federal Marcelo Moser.

Mesmo com a expectativa de aumento dos números e do mercado aquecido, o Presidente da Câmara Empresarial do Mercado Imobiliário da Fecomércio, Marcelo Brognoli estima que esses números se estabilizem. "Mesmo com as novas medidas dos bancos de baixar os juros do crédito imobiliário, essa injeção de créditos é feita para proteger o mercado imobiliário e a economia", afirma Brognoli.

Construtoras

Nos últimos 10 anos a região teve um crescimento imobiliário significativo e é hoje um dos principais mercados para se investir no Estado. As construtoras estão financiando os imóveis diretamente com os consumidores. O mercado da região está aquecido tanto para imóveis de alto padrão, acima de R$ 500 mil, quanto para os de menores valores, abaixo de R$ 300 mil. Como o financiamento está cada dia mais facilitado pelas taxas de juros e pelas construtoras, há mais procura por imóveis na região.

O Bancário Alexandre Oliveira da Silva comprou um apartamento na planta em Florianópolis, no valor de R$ 270 mil e fez uma espécie de autofinanciamento com a construtora, onde paga uma parcela de $ 1,2 mil por mês durante a construção do edifício e só após o termino da obra irá buscar um crédito bancário. "Comprar um imóvel na planta é uma maneira de investir seu dinheiro e essa foi uma boa opção para mim", finaliza.

Fonte: REDIMOB

0