Comprar, vender, aluguel Casas e apartamentos em Florianópolis, Grande Florianópolis, São José

14/01/2012 | Bancos oferecerão linha de crédito com recursos do FGTS destinada à construção

Vários bancos brasileiros já estão se preparando para oferecer a nova linha de crédito exclusiva para material de construção com recursos do FGTS  (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).A começar pela Caixa Econômica Federal, o recurso estará disponível em aproximadamente 30 dias, após a publicação oficial da norma. Já o Banco do Brasil informou que, sobre a linha que o Conselho Curador do FGTS aprovou, a juros mais baixos, o BB tem interesse em operar e está estudando a forma como será operacionalizada.

Central Estratégica

Outros BancosO Santander e o Itaú Unibanco também estão estudando a oferta da nova linha de crédito. "O Santander está estudando e aguarda mais informações sobre como serão os desembolsos e demais dinâmicas e procedimentos dos produtos, que deverão ser definidos nos próximos 30 dias", disse a assessoria do banco por meio de nota.

Já o Bradesco estuda se irá ou não oferecer a linha. "O Bradesco está analisando se irá disponibilizar nessas condições anunciadas (FGTS)". Já a assessoria de imprensa do HSBC afirmou que o banco não pretende oferecer o financiamento.

A nova linha de crédito, chamada Fimac FGTS ou Financimento de Material de Construção, é uma proposta de autoria do presidente da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção), Cláudio Elias Conz, e terá uma fase piloto com verba de R$ 300 milhões.

O limite máximo para o crédito é de R$ 20 mil e o custo anual máximo, considerando juros, comissões e encargos, é de 12% ao ano. O prazo para pagamento é de 120 meses, no máximo. Não haverá restrição quanto à renda mensal. Segundo o Conselho Curador do FGTS, a linha mais barata hoje no mercado tem custo de 23,14% e prazo de 60 meses para pagamento.

Linhas atuais para construção

Alguns bancos lembraram que já oferecem linhas de créditos com condições especiais para a compra de material de construção ou reforma de imóvel em geral. No caso do Itaú Unibanco, há o Construshop, que financia até R$ 300 mil para reforma.

De acordo com o banco, as taxas de juros começam em 2,1% ao mês, sem cobrança de tarifas. As parcelas mensais são fixas e debitadas automaticamente da conta-corrente, de acordo com o prazo escolhido no momento da contratação. O produto é para correntistas e está sujeito à análise de crédito.

No Banco do Brasil, há o BB Crédito Material Construção. O limite de crédito depende de análise do correntista, variando de no mínimo R$ 70 a no máximo R$ 50 mil. O interessado poderá parcelar em até 60 meses e tem até 180 dias para começar a pagar.

O Santander tem, por sua vez, o Santander Construção Fácil, que é uma "linha de financiamento para construção ou término da construção do imóvel residencial".

O valor do imóvel a ser construído deve ter valor a partir de R$ 20 mil. O crédito liberado é de 100% do custo da obra, limitado a 75% do valor do imóvel pronto. A liberação do recurso não é a título de reembolso, e sim, antecipada a cada fase da obra.

Fonte: REDIMOB

0