Comprar, vender, aluguel Casas e apartamentos em Florianópolis, Grande Florianópolis, São José

  • +55 (48) 3330 1600 / +55 (48) 9172 9993

19/09/2011 | Como manter a valorização do imóvel

Ainda que um imóvel não seja adquirido como fonte de investimento é um bem e durável, por isso, ele precisa ser conservado para manter a sua valorização. O mercado imobiliário, sobretudo, passar por constante valorização, mas, se a manutenção predial for inadequada, é possível que o proprietário acabe perdendo dinheiro.

É preciso preservar a estrutura física e manter ótimas condições visuais como pintura para manter a valorização do imóvel caso seja necessário vender ou alugar, pois locatários e compradores estão cada vez mais exigentes.

A conservação é como o cuidado com a saúde, deve começar com o nascimento, isto é, com o lançamento da obra. Esperar os problemas acontecerem para saná-los, é muito arriscado, pois pode elevar os custos da manutenção. O certo é atuar preventivamente.

Alguns cuidados essenciais

- Dedetização periódica preventiva: fundamental para evitar cupins e traças. Melhor do que ter que trocar pisos, portas e janelas devido a ação desses parasitas.

- Pintura externa: deve estar no calendário anual dos imóveis, pois protegem a alvenaria de ações do ambiente como constante exposição ao sol, chuva, neblina e outros.

- Observação do telhado (no caso das casas): deve ser realizada com certa periodicidade, pois, ações do vento e até de árvores podem arrastar telhas e comprometer a cobertura. O maior problema é que o excesso de umidade na laje pode ser percebido tardiamente, quando aquela estrutura já tiver sido comprometida.

Seja quem mora em prédios e condomínios ou em casas, deve manter uma poupança para as manutenções sejam de rotina, preventivamente, corretivamente e emergencial. Quando o imóvel for de um edifício, os cuidados com a manutenção podem triplicar, sendo necessárias manutenções frequentes no poço e cabos de elevadores; caixas d’água e tubulação, pastilhas revestidoras das fachadas, entre outras. Por isso, o condomínio precisa criar o fundo de caixa, diferente do fundo de reserva que é destinado às despesas fixas. O ideal é ter sempre uma boa manutenção, pois, além de mais barata é mais eficaz e evita riscos desnecessários.

Fonte: Central Estratégica

0